Livro sobre violência contra a mulher é lançado na Alesp

O Conselho Regional de Medicina (Cremesp) e o Instituto do Legislativo Paulista (ILP) realizaram o lançamento do livro Bioética e a Violência Contra a Mulher, na última quinta-feira (8/3), no plenário Tiradentes da Alesp. A obra surgiu de um seminário realizado pelo conselho em 2015, a fim de debater sobre a violência contra a mulher a partir de persas perspectivas. A publicação é um conjunto de textos recolhidos na ocasião, de autoria de vários especialistas convidados. Lavínio Nilton Camarim, presidente do Cremesp, explicou o conteúdo. "Foi um estudo muito grande, persos autores e colaboradores participaram. Traz uma reflexão ampla sobre a violência psíquica e física, bem como sobre a questão econômica. Entre os principais exemplos, podemos citar o abuso sexual, a violência obstétrica e a agressão física, que na maioria das vezes acontece no próprio lar." Coordenador do Centro de Bioética do Cremesp, Reinaldo Ayer de Oliveira esclareceu o significado de bioética. "É uma área do conhecimento que trata fundamentalmente de uma condição social de valores, no campo da saúde e da vida." Para o diretor-presidente do ILP Vinícius Schurgelies, conscientizar sobre o tema em parceria com a medicina é necessário. "Estamos discutindo temas relativos à mulher, mas hoje sob uma perspectiva médica. Tratamos a respeito da questão da política e da participação, mas é um assunto que merece outros olhares", ressaltou. A palestra Atendimento na Violência Sexual foi apresentada por Maria Ivete Boulos, coordenadora do Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Sexual (Navis), do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC/FMUSP). A médica explicou os tipos de violência sexual e como deve ser o acolhimento às vítimas pelos profissionais de saúde. Marco Scanavino, psiquiatra e médico assistente do Instituto de Psiquiatria do HC/FMUSP, falou sobre atenção à saúde mental para as vítimas de violência sexual e sobre os diferentes tipos de transtorno que podem desenvolver-se após sofrer uma agressão. Também estiveram presentes a cardiologista Janice Caron Nazareth e a professora doutora da USP Nadir Eunice Valverde Barbato de Prates.
09/03/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia